Os homens esmagaram à mão alguns cigarros, Não Fumar, Deixar de fumar e um estilo de vida saudável. O homem quebra um cigarro com os dedos sobre fundo branco. O mal de fumar. Deixar de fumar.

Como deixar de fumar?

Se você é viciado em substância, isto pode ser acompanhado ou causado pela incapacidade de atender a pelo menos um de seus desejos mais profundos. Muitos fumantes argumentam que não podem parar de fumar se sempre vêem outros fumando. Outros não querem administrar os sintomas de abstinência potencialmente insuportáveis que muitas vezes acompanham uma abstinência repentina ao fumo.

Como parar?

Quite a lot of people were able to stop smoking, but when they suddenly put on plenty of weight, they resumed the habit. Most smokers who would like to end their dependence feel they don’t have sufficient willpower to quit smoking. Why are we giving a little cigarette such great power it is ready to rule over our freedom to make conscious decisions in our life? Smoking, like any other addictive habit, is only a symptom of an underlying emptiness or lack of some type.

O que realmente falta em nossas vidas que continuamos a querer substitutos? Esta pergunta não é possível responder neste contexto devido ao vasto número de respostas potenciais, muitas das quais podem ser conhecidas apenas por ele mesmo. Mas a necessidade de fumar pode se tornar muito útil na medida em que pode revelar e realmente superar esta falta interna, seja ela qual for. Em vez de criticar ou julgar a si mesmo por dar sua energia a um hábito que tem o potencial de deixá-lo doente ou matá-lo, você pode descobrir muito disso e fazer com que se sinta inteiro novamente.

Tomar nota

Como você pode ser incapaz de compreender a mensagem subjacente que o fumo envolve, você geralmente se resigna à antecipação de que parar o hábito é uma tarefa difícil e frustrante. No entanto, fumar pode fazer com que você se conscientize de que não está mais completamente encarregado de sua própria vida, e até mesmo lhe proporcionar uma maneira de recuperar esse controle. Eu sou uma vítima de algum tipo e que estou sofrendo de baixa auto-estima.

Há uma parte de mim que acredito ser fraca e insuficiente. Parte de mim não está viva e bem. O ato de fumar me faz reconhecer que meu desejo por um cigarro é maior do que meu desejo de permanecer saudável ou, em outras palavras, de me apreciar. É muito difícil deixar de fumar ou outros vícios enquanto eu mantiver essa fraqueza inerente, sugerida por exclamações como "Não posso desistir" ou "Fico louco se não tiver meus cigarros".

Semelhante ao uso de um espinho para extrair outro espinho, aprender a abandonar a prática do fumo pode estar entre as melhores estratégias para desarraigar qualquer incompetência e dependência inerentes à sua vida. Ao suprimir ou combater o impulso habitual de fumar, você o alimenta com muitas de suas energias. Tudo isso, porém, aumenta o vício.

Desejos

Os desejos estão interessados em ser satisfeitos, ou pelo menos devemos ser capazes de determinar se queremos ou não atendê-los. O vício em fumar, que reflete uma deficiência na competência interior e na completude, pode na verdade se tornar um procedimento muito eficaz para preenchê-lo e recuperar o controle consciente sobre sua vida. O que exatamente isso significa, você vai perguntar. Fumar não é o problema que você vai precisar combater.

Just seeing smoking as an addiction that may have horrible effects is a gloomy idea, and fighting it does not increase your self-esteem. Even in the event that you succeed in stopping this habit, you still have not recovered your internal sense of freedom and therefore are most likely to develop an addiction to something else, such as eating sweets, drinking alcohol or having sex. Rather than waging a war against your stress or inadequate self-confidence, all you will need to do is increase that feeling of inner freedom to make your own decisions in life. If understood and addressed properly, smoking may be among the most significant things that’s ever happened to you. It can cause you to embrace a totally new way of thinking, thereby reshaping your own destiny.

Se você é fumante e deseja abandonar o hábito, primeiro você precisa compreender que seu vício não é um erro acidental que cometeu durante um de seus momentos mais baixos na vida. Você criou este hábito para não sofrer por isso, mas para aprender com ele. É muito provável que ele permaneça com você ou se transforme em um hábito viciante diferente até este dia, quando você adquiriu a capacidade de reenviar para si mesmo todo o poder de satisfazer seus desejos.

Decisões

Giving up smoking isn’t about stopping one addictive habit merely to embrace another one; it’s all about regaining your sense of free will. To use one’s willpower to fight an undesirable habit is defeating its purpose and likely to backfire because fighting something is based on the assumption that you’re being assaulted or in some type of danger. With what we know now about the potent mind/body connection, the anxiety that underlies the struggle against an addiction is sufficient to maintain the cells of the human body jittery, nervous and dysfunctional. They can never discover the peace, equilibrium, and energy they require to be able to be’happy’ cells for as long as the fear of not being in control prevails from the awareness of the master. The enzyme-based messages which cells are sending to the mind and heart are easy cries for support. The host interprets these signs, however, as depression and nervousness.

Para "conquistar" o sofrimento, pelo menos por alguns momentos, o anfitrião se sente obrigado a pegar o próximo cigarro ou encontrar outra bebida. Cada vez que a angústia ressurge, ele ou ela se sente derrotado e diminuído, e assim a dependência continua. A verdadeira força de vontade, no entanto, tem tudo a ver com aprender a tomar decisões conscientes.

Tomar nota

Os vícios se colam como cola para todos que querem superá-los. Eles são os "fantasmas da memória" que residem dentro de nosso subconsciente e aparecem cada vez que a substância viciante está à vista ou é imaginada. O impulso subseqüente não está sob controle consciente, portanto, a sensação de "morrer" por um cigarro, uma xícara de café, ou uma barra de chocolate. É essencial, no entanto, entender que você tem uma escolha.

This is all you want to learn in regards to beating an addiction. You can’t successfully exorcise the ghost of memory by throwing away your cigarettes, avoiding your smoking friends, or living in a smoke-free atmosphere. Society has condemned the action of smoking so much that lots of smokers feel deprived of the feeling of personal freedom they must feel so as to make their own choices in life. If you’re a sensitive person, bear in mind that a nagging spouse, a physician, and the warning written on cigarette packs that smoking is detrimental to your health may make you feel ridden with guilt.

Quando toda essa pressão externa conseguir fazê-lo parar de fumar, você poderá continuar a sentir vergonha de seu livre arbítrio e, portanto, começar a procurar outras formas de dependência mais socialmente aceitáveis. Todos nós nos lembramos de nossos dias de infância, quando nossos pais nos diziam para não comer chocolate ou não nos permitiam ver televisão uma vez que quiséssemos. A mente subconsciente reage negativamente quando é privada de sua capacidade de tomar decisões ou quando se sente pressionada a fazer algo contra sua vontade. As decepções resultantes da incapacidade de satisfazer seus desejos podem se acumular e resultar em um vazio interior que deseja ser preenchido.

Por que isto é assim?

Smoking is merely a subconscious rebellion against the outside manipulation of our freedom to select what we desire, and it seems to fill that uncomfortable space inside, at least for a little while. However, this internal lack can only deteriorate indefinitely if we’ve recovered the freedom to make our own decisions. You have to know that you’re free to smoke whenever you like and as often you like. For those who have a cigarette and a match to light it, then you will surely find a way to smoke it, too.

A associação inconsciente do fumo, juntamente com todos os outros "não" no ano passado, será negada ao aceitar seu desejo de fumar. Eu fumei meu primeiro cigarro quando entrei no colegial aos dez anos de idade. Senti-me como um criminoso porque a lei dizia que só me era permitido fumar quando eu tinha dezesseis anos de idade. Meus pais certamente eram estritamente contra fumar. Anos escondendo meu "segredo" em meus pais e meus professores não me deixaram outra opção a não ser continuar fumando antes de sentir que eu tinha uma escolha.

Quando finalmente obtive a permissão legal para fumar, perdi o interesse e optei por deixar de fumar. Consegui abandonar o hábito de imediato, sem sintomas de abstinência. O primeiro e mais importante passo para parar de fumar é dar a si mesmo a permissão para fumar. A culpa no ato de fumar só vai impedir que você obtenha satisfação e o impeça de fumar outro cigarro que pode, finalmente, lhe dar exatamente o que você tem procurado. Mas você não está realmente procurando a breve sensação de satisfação que fumar supre, mas a liberdade perdida para tomar suas próprias decisões na vida.

By trying to avoid lighting up, you deprive yourself of the possible satisfaction. The resistance to smoking generates strong psychosomatic side effects. These are referred to as withdrawal symptoms. Symptoms may include depression, lack of interest in life, insomnia, anger, nausea, ravenous appetite, obesity, cardiovascular disease, lack of concentration, and vibration. However, these signs can only manifest if you think you’ve been deprived of your freedom to smoke. Don’t fight your urge to smoke.

Sobre o impulso

Ao contrário da crença geral, para deixar de fumar você não precisa abolir sua vontade de fumar. Você vai começar a abandonar o hábito automaticamente assim que decidir não seguir seu impulso de fumar cada vez que o tiver (o impulso de fumar). Isto vai tirar o combustível de sua mente subconsciente e rebelde e impedi-lo de se tornar uma vítima de forças, situações ou indivíduos externos. Um mestre de si mesmo, você pode optar por fumar ou decidir não fumar. Mantenha seus cigarros com você, desde que você pense que deseja ter essa escolha. Pode até ser uma grande idéia incentivar sua vontade de fumar mantendo seu maço de cigarros diante de você, cheirando-o de vez em quando.

Veja os outros ao seu redor acenderem e inalarem, imaginando que você também inspira profundamente. Não conte os dias que passam sem fumar e não olhe em frente no tempo . Você também não deve provar para si mesmo a ninguém que pode superar este vício. Na realidade, você não precisa vencê-lo de forma alguma. Você precisa ganhar com isso. Você não é uma pessoa muito melhor se você parar, nem é uma pessoa pior se não o fizer. Você é livre para parar de fumar agora e recomeçar amanhã. Você sempre terá esta opção, e você sempre será apenas um bafo de fumante, exatamente como o resto de nós.

A opção de treinar e usar seu livre arbítrio deve ser feita no momento sempre presente, agora mesmo, e deve ser realizada de novo várias vezes ao dia. Quanto mais longos forem os intervalos durante os quais você toma a decisão de não fumar, mais rapidamente reduz seu desejo de fumar, tornando-se menos intenso diariamente. Sempre que a vontade de fumar cede, o que é possível já que o fantasma da memória não só deixa seu subconsciente da noite para o dia, você é mais uma vez obrigado a fazer uma nova opção. Desta vez, porém, sua mente consciente acha muito mais fácil permanecer com sua escolha anterior bem sucedida devido à autoconfiança e auto-estima recentemente melhoradas. Os contratempos não existem dentro deste programa; apenas o exercício de sua liberdade de escolha existe. De uma forma ou de outra, você está no comando.

A reconversão consciente de sua mente beneficiará toda a sua vida. Ele restaurará seu poder de usar seu livre-arbítrio e eliminará o "doente" dentro de você. Como lhe foi dito inúmeras vezes em sua vida que você não pode fazer isso ou não pode fazer aquilo, você começou a usar este dogma de crença para tomar sua dependência como sendo muito complicada para parar. Recuperando seu poder de criar escolhas conscientes, você terá a capacidade de quebrar o padrão "eu não posso" em sua vida de uma vez por todas. Isto se tornará uma vantagem fantástica em cada parte de sua vida.

Fator prioritário

Faça do fim de seu vício uma prioridade em sua vida. Não tente criar muitas outras mudanças em sua vida exatamente na mesma hora. Não se recompense por terminar o vício; desistir é uma recompensa suficiente. É bom não contar a ninguém sobre sua intenção de parar de fumar, pois isso só prejudica sua liberdade de escolher fumar. Carregue seu tabaco ou cigarros em você, assim você pode decidir fumar sempre que quiser. Além disso, as pessoas assumirão que você ainda está fumando; desta forma, você não precisa provar a ninguém que é capaz de parar o hábito. A menos que por razões de saúde, não tente evitar lugares onde outras pessoas fumam; você gostaria de permanecer no comando sob todas as condições.

Perceba que, a menos que você esteja viajando em um avião ou ônibus, você está sempre livre para fumar se quiser, mesmo no caso de ter que fazê-lo a partir do ar frio. Evite substituir itens como café, chá, chocolate, chicletes, mais exercício, água mineral para beber, etc. . cigarros, pois eles não irão satisfazer sua vontade de fumar a longo prazo. Escolha um horário de início de seu programa para parar de fumar que não coincida com a agitação emocional ou a situação estressante. O ideal é juntar-se à data de início com um evento positivo em sua vida. O dia de lua nova é um dos melhores momentos para começar a parar de fumar. Reconheça seu desejo de fumar quando surgir dizendo a si mesmo: "Eu realmente tenho o desejo de fumar hoje e me sinto livre para fazê-lo, mas agora mesmo eu decido não fumar". Quando a vontade de fumar voltar dentro de uma hora ou mais, você poderá optar por cumprir este tempo. Isto lhe ensinará a aceitar conscientemente seu desejo de fumar, mas não necessariamente cumpri-lo. Ao optar por não fumar toda vez que o desejo surge, você treina seu cérebro para tomar decisões conscientes.

Muitas vezes, sua vontade de fumar é acompanhada de dicas como beber uma xícara de café, o toque do telefone, esperar por um ônibus ou um táxi, ou mudar para o aparelho de TV. Seu vício é um "programa" que você escreveu em sua mente subconsciente e correlacionado com tais pistas. À medida que as pistas acontecem, sua vontade de fumar também aparece. Da próxima vez que precisar fumar quando o telefone tocar, enquanto toma uma xícara de café, ou quando ligar a TV, tome a decisão consciente de assistir por alguns minutos até ter tempo ou chance suficiente para fumar conscientemente. Outra sugestão seria fumar em algum lugar da casa ou do jardim onde normalmente não se fuma. Isto cortará os laços com seu subconsciente e fará sua escolha de fumar ou não um consciente.

Permita que sua vontade de fumar se torne muito forte antes de pegar o cigarro; muito simplesmente, você ainda terá a liberdade de fumar, mas adie sua escolha por algum tempo até sentir a aflição. Observe onde em seu corpo você está se sentindo estressado, nervoso ou irritável. É muito importante sentir quão forte se torna sua vontade de fumar até que você se acenda. A maioria dos fumantes cede ao menor desejo de fumar e nem sequer notam quando se iluminam. Você precisa quebrar a rotina de fazer as coisas inconscientemente.

Uma dica saudável

Para facilitar a interrupção do fumo (ou outra dependência), beba meio copo (ou mais) de água (à temperatura ambiente) até decidir fumar um cigarro toda vez que tiver vontade de fumar. Fisicamente falando, a necessidade de fumar está diretamente ligada às toxinas que foram depositadas nos tecidos conjuntivos do corpo e estão atualmente indo para o sangue, elevando a profundidade do sangue.

O espessamento do sangue normalmente causa irritação, nervosismo e ansiedade, até mesmo pânico. Ao invés de empurrar as toxinas para dentro dos tecidos conjuntivos (já que elas certamente reemergirão), beber um copo de água tornará seu sangue mais fino, o que ajuda a remover as toxinas do corpo. Assim, o impulso para fumar diminui a cada vez que você faz isso e finalmente desaparece completamente. Finalmente, o seu vício em fumar não é algo terrível que você precisará eliminar.

É uma oportunidade de treinar para se tornar o mestre de seu destino. Neste sentido, sua dependência pode se tornar um dos melhores professores que você já teve.

O que fazer?

  • Sempre que você sentir a necessidade de fumar, repita para si mesmo: "Desejo fumar hoje". Isto tirará seu desejo de fumar de seu subconsciente em sua mente consciente e lhe dará tempo suficiente para tomar a decisão consciente de fumar ou não fumar. Beber meio copo de água também traz a vontade de fumar para dentro de sua mente consciente.
  • Then say to yourself: “I have the free choice to smoke today.” If you don’t remind yourself of your inherent liberty of making decisions, your subconscious, hooked mind might believe that you can not smoke anymore and might go into a state of rebellion. This may lead to withdrawal symptoms.
  • Se você estiver sentindo uma necessidade extrema de fumar, admita seu desejo declarando: "Eu escolho começar a fumar novamente". Antes de chegar a um cigarro, verifique se é isto o que você realmente deseja. Ou você pode repetir para si mesmo: "No momento eu aceito que desejo fumar, mas escolho não o fazer neste momento". Considere como você se sentiria se deixasse de fumar completamente.

Conclusão

Follow this simple sequence each time you have the urge to smoke. The technique is fool proof as you can’t go wrong, whatever the outcome. Whether you choose to continue smoking or not, you’ve started to become’conscious’ and exercised your free will – a necessity to consciously taking control of your life. Nearly all people who follow this very simple app give up smoking within a week, others take a little longer. How long it takes to stop isn’t important. What is crucial, however, is that you experience a significant positive change in your thinking and in your attitude towards yourself and others.

All the research studies that show that smoking is a hazard to your health have missed the point. Rather than condemning people who smoke, we must show them ways to learn from this addictive habit as we could learn from any other problem in life. This technique works equally well for any other addiction, such as alcohol, coffee, medications, sleeping pills, sugar, salt, sex, and even work. I recommend that you read this section as often as required to get accustomed to the significant points, or at least once weekly.